Livro Verde – Ciência aberta e dados abertos #Repost

Por Ísis Breves (Proqualis)

A Fiocruz acaba de lançar a obra Livro Verde – Ciência aberta e dados abertos: mapeamento e análise das políticas, infraestruturas e estratégias em perspectiva nacional e internacional. A publicação, disponível no Portal Arca – Repositório Institucional da Fiocruz, é um relatório com resultados da primeira fase da pesquisa “Ciência aberta: o quê, para quem, como e por quê? Recomendações estratégicas para a Política de Dados Abertos da Fiocruz”.

A pesquisa sobre o tema é desenvolvida pelo Grupo de Trabalho em Ciência Aberta da Fiocruz (GTCA), instituído em março de 2017 e coordenado pela Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC). No período de março a agosto de 2017, o grupo elaborou um mapeamento em nível global sobre o tema, incluindo informações de oito países e a União Europeia, que são protagonistas na promoção e implantação da ciência aberta. “Publicamos os resultados desta primeira fase da pesquisa como Livro Verde, para que seja a base para o debate da construção de recomendações e diretrizes de abertura de dados para a pesquisa na Fiocruz, bem como a implantação de boas práticas da ciência aberta na Fundação”, explica a organizadora do Livro Verde e coordenadora do GTCA, Paula Xavier dos Santos, da VPEIC da Fiocruz.

Paula Santos destaca que um dos principais pilares da ciência aberta é a disponibilização de dados científicos, o que possibilita o reuso dos dados coletados e preservados na produção de novos estudos e também na própria reprodução do estudo em questão, com base no método da pesquisa disponível.

 

Segundo a pesquisadora da Fiocruz, a ciência aberta já é uma realidade que pauta as pesquisas internacionais. “Uma das exigências de quatro principais agências de fomento internacionais é que as pesquisas tenham um Plano de Gestão de Dados para a submissão do pedido de financiamento”, diz.

“A ideia de apresentar o Livro Verde é dar início ao processo de institucionalização da política da ciência aberta, abrangendo o acesso aberto às publicações de pesquisa, o qual o Proqualis já efetivamente instituiu em sua missão, ao oferecer conteúdo de acesso aberto na área de segurança do paciente e melhoria do cuidado”, ressalta Santos. “A política da ciência aberta é mandatória para os repositórios da Fiocruz, como também a abertura de dados científicos”, completa.

 

Matéria completa sobre o lançamento no site da Fiocruz.

O livro completo pode ser acessado aqui: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24117

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *